Kunlaboro
Temas que constroem um Mundo Melhor!
Desde 25/03/2007 Estatísticas1050980 visitas.

Livros

Um Mundo sem Pobreza: a Empresa Social e o Futuro do Capitalismo

Autor:Muhammad Yunus (Prêmio Nobel da Paz)
Editora:Editora Ática
Tradução de:Creating a world without poverty
Tradutores:Juliana A. Saad e Henrique Amat Rêgo Monteiro
Ano:2008
ISBN:978-85-08-11994-3

Dedicatória

A todos que desejam criar um mundo onde ninguém seja pobre.

Contracapa

É possível aproveitar o poder do mercado livre para resolver os problemas da pobreza, da forme e da desigualdade no planeta? Para muitos, isso não passa de utopia, mas Muhammad Yunus (o "banqueiro dos pobres") mostra nesta obra justamente o contrário.

Ganhador do Prêmio Nobel da Paz, Yunus já havia criado o Banco Grameen e o microcrédito - programa que fornece pequenos empréstimos aos pobres. Agora ele apresenta ao mundo outra ideia pioneira: a empresa social, cujo objetivo é combater os principais problemas sociais e beneficiar populações carentes.

Para esclarecer tal conceito e sua viabilidade, o autor conta como surgiram e se desenvolveram os primeiros empreendimentos desse gênero. O principal deles é a Grameen Danone, parceira do Grameen com a Danone para a venda de iogurtes nutritivos, a fim de combater a desnutrição de milhares de crianças em Bangladesh. Yunus mostra que, com um pouco de criatividade, pode-se melhorar a vida dos pobres, buscando para o futuro uma nova forma de capitalismo, bem mais humana.

Sumário

  1. Um novo tipo de empresa
    • O governo é a resposta?
    • A contribuição das organizações sem fins lucrativos
    • Instituições multilaterais: a elite do desenvolvimento
    • Responsabilidade social corporativa
    • O capitalismo é uma estrutura semidesenvolvida
  2. A empresa social: o que é e o que não é
    • Os lucros da empresa social permanecem na empresa
    • Ampliando o panorama da empresa
    • Dois tipos de empresa social
    • A diferença entre empresa social e empreendedorismo social
    • Que tal um modelo híbrido?
    • Tentativas anteriores de combinar metas sociais com empresas tradicionais
    • De onde virão as empresas sociais?
    • O ser humano é multidimensional
  3. A revolução do microcrédito
    • O nascimento do "banqueiro dos pobres"
    • Uma mudança de pensamento
    • Mais pontos cegos na economia
    • A evolução do Banco Grameen
    • Grameen: um sistema em evolução
    • O microcrédito pelo mundo
    • O retorno dos agiotas
    • Problemas com o financiamento do microcrédito
    • Os bancos convencionais e o microcrédito
    • Crédito: a base vital
  4. Do microcrédito à empresa social
    • Difusão do microcrédito pelo mundo: Grameen Trust
    • Revitalização de uma antiga arte: Grameen Uddog e Grameen Shamogree
    • Promoção do empreendedorismo: Fundo Grameen e Grameen Byabosa Baikash
    • A melhoria da vida no meio rural: Peixes e Gado Grameen
    • O surgimento de oportunidades para mentes jovens: Grameen Shikkha
    • Conectando todas as aldeias ao mundo:
      Telecomunicações Grameen e Telefonia Grameen
    • Energia renovável para as áreas rurais de Bangladesh: Grameen Shakti
    • A assistência médica é levada aos pobres:
      Grameen Kalyan e Serviços de Assistência Médica Grameen
    • A empresa social: uma nova fronteira econômica
  5. A batalha contra a pobreza: Bangladesh e o mundo
    • Os programas eficazes contra a pobreza
    • O crédito vem primeiro
    • A caridade nem sempre é a resposta
    • Bangladesh e os países desenvolvidos
    • Rumo à prosperidade e à paz regionais
    • Bangladesh e seus vizinhos gigantes
    • A localização estratégicade Bangladesh
    • O megaporto pode ser uma empresa social
  6. Deus está nos detalhes
    • A primeira reunião de planejamento
    • Iogurte enriquecido para as crianças
    • À procura de respostas
    • Um novo empreendimento começa a se concretizar
    • Novas maneiras de pensar em produção e distribuição
    • Em busca da fórmula vencedora
    • O lançamento oficial
  7. Um copo de iogurte de cada vez
    • Um super-herói dos esportes dá o pontapé inicial na empresa
    • Vitória da empresa, vitória dos pobres
    • Copos comestíveis?
    • Um sentido para a vida empresarial
  8. Ampliação do mercado
    • Quem investirá na empresa social?
    • O financiamento da Grameen Danone
    • Novos padrões para avaliação das empresas
    • Questões de tributação e regulamentação
    • A empresa social e a transformação do mundo
    • Mais do que uma fantasia
  9. Tecnologia da informação, globalização e transformação do mundo
    • O poder da TI para ajudar os pobres
    • Uma tecnologia adaptada às necessidades dos pobres
    • A empresa social e a revolução da TI
    • A revolução da TI e a democracia
  10. Os riscos da prosperidade
    • A desigualdade econômica e a luta por recursos mundiais
    • A disseminação da riqueza e o dilema do crescimento
    • A lógica do crescimento descontrolado
    • E com relação ao nível de consumo?
    • Abrindo espaço para novas vozes
    • Resolvendo o dilema do crescimento
  11. Colocando a pobreza nos museus
    • Um mundo melhor começa com a imaginação
    • Passos concretos rumo ao mundo dos sonhos
    • Novas fronteiras para as fundações
    • O fim da pobreza

Resenha do Kunlaboro

Neste livro, Muhammad Yunus, o "Banqueiro dos Pobres", criador do Banco Grameen e do Microcrédito, ganhador do Prêmio Nobel da Paz, apresenta mais uma de suas ideias inovadoras: a Empresa Social.

A Empresa Social é aquela que, como todo empresa, oferece seus produtos e serviços à Sociedade, porém, diferentemente das outras, não paga dividendos aos acionistas e não visa, necessariamente, a maximização dos lucros. Geralmente, são de um dos dois seguintes tipos:

  1. Procuram, através de seus produtos e serviços, proporcionar um benefício social tal como: redução da pobreza, assistência médica para os pobres, justiça social, sustentabilidade global etc. Seus investidores procuram acima de tudo satisfação psicológica, emocional e espiritual.
  2. Buscam a Maximização dos Lucros, porém, pertencem a pessoas pobres ou desprovidas de recursos que possuem como principal objetivo minorar sua pobreza ou sair dela completamente.

O livro detalha diversos exemplos de Empresas Sociais criadas em Bangladesh: a Família de Empresas Grameen - todas criadas com o objetivo de transformar oportunidades em benefícios tangíveis para os pobres.

As propostas de Yunus são surpreendentemente simples, criativas e eficazes. Ele não apenas diz o que pode ser feito. Ele faz e mostra que é possível.

Ni kore gratulas vin pro viaj laboroj favore al malriĉaj personoj de la tuta homaro!

Carlos Alberto G. Silva

Algumas Empresas Grameen

  • Grameen Phone - A maior empresa de Bangladesh. Através dela 300 mil mulheres disponibilizaram serviços de Telefonia Celular para aldeões de todos os cantos de Bangladesh.
  • Grameen Shakti - Empresa Social Grameen fundada em 1996 cujo objetivo é oferecer energia elétrica às pessoas que vivem no meio rural em Bangladesh. Trabalha com Energia Solar e Biogás. Já instalou mais de cem mil sistemas de painés solares nas casas de Bangladesh

Onde Comprar

Outras Dicas de Leitura

http://kunlaboro.pro.br/livros/um-mundo-sem-pobreza