Kunlaboro
Temas que constroem um Mundo Melhor!
Desde 25/03/2007 Estatísticas1069496 visitas.

Ecologia e Meio Ambiente

Projeto leva mais de 400 fogões ecoeficientes para região da Caatinga (Portal Brasil: Meio Ambiente - 27/08/2014)

Iniciativa do Fundo Socioambiental Caixa reduz impactos causados por cerca de 85% das famílias que utilizam fogões a lenha

Desenvolvido na região Nordeste, na área do bioma da Caatinga, projeto prevê a construção de fogões ecoeficientes para minimizar os problemas causados pela fumaça da queima da madeira. A iniciativa tem o apoio do Fundo Socioambiental Caixa em parceria com o Fundo Nacional do Meio Ambiente.

Ao todo, são sete projetos com ações para ajudar a combater à desertificação na Caatinga e promoção do desenvolvimento sustentável da região.

"Os projetos, no valor de R$ 6,3 milhões, estão relacionados à eficiência energética e ao uso sustentável", explica o gerente nacional de Sustentabilidade e Responsabilidade Socioambiental da Caixa Econômica Federal, Jean Benevides.

Os fogões ecoeficientes, que não espalham fumaça dentro das residências e utilizam menos lenha, é o destaque dos sete projetos.

"Mais de 400 unidades já foram produzidas, eliminando a fumaça e incentivando as famílias a formar seus próprios bosques", acrescenta Jean Benevides.

Riscos atuais

De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, cerca de 85% das famílias das zonas rurais da região Nordeste utilizam a madeira como fonte energética para cozimento dos alimentos, em fogões a lenha tradicionais. A prática oferece riscos de doenças respiratórias causadas pela fumaça da queima de madeira. Além disso, os fogões a lenha tradicionais contribuem para o desmatamento, comprometendo a conservação da Caatinga.

Uma mulher precisa dedicar em torno de 18 horas semanais na busca de lenha, sendo expostas a algumas situações que trazem riscos de vida por acidentes", afirma o diretor do Ministério do Meio Ambiente, Francisco Campello.

Parcerias

Como parte das iniciativas voltadas para segurança energética da região, 280 empresas (cerâmicas e gesseiras) irão firmar um pacto para a sustentabilidade de suas matrizes energéticas, promovendo a melhoria da eficiência energética das unidades e a consolidação de alternativas de uso sustentável da biomassa florestal nativa.

"Essas iniciativas promoverão o manejo florestal sustentável em mais de 200 mil hectares de Caatinga, beneficiando mais de 7.000 famílias dos assentamentos com uma renda mensal complementar de mais de R$ 400,00", afirma Jean Benevides.

Os projetos estão localizados nas regiões do Baixo Jaguaribe, Chapada do Araripe e Mesorregião do Xingó, em Pernambuco, Piauí e Ceará. De acordo com a CAIXA, 200 mil hectares da Caatinga e 7 mil famílias já foram beneficiadas.

Fonte

Notícia publicada em 27/08/2014 no Portal Brasil sob a licença Creative Commons CC BY ND 3.0.
http://www.brasil.gov.br/meio-ambiente/2014/08/projeto-leva-mais-de-400-fogoes-ecoeficientes-para-regiao-da-caatinga

Dicas de Leitura

http://kunlaboro.pro.br/ecologia/fogoes-ecoeficientes-para-regiao-da-caatinga